ESG: pesquisa inédita revela perfil de brasileiros sobre práticas sustentáveis

Você pode ganhar mais dinheiro e aumentar seus resultados, tornando seu negócio mais sustentável a partir de condutas e procedimentos que envolvam meio ambiente, social e governança (sigla em inglês para ESG).  

Obtendo custos de negócios reduzidos, estratégias mais inovadoras, uma reputação melhorada, novos clientes que valorizam a sustentabilidade – esses são fatores que atuam diretamente para aumentar o ganho financeiro das empresas sustentáveis.  

Por outro lado, o mundo está aquecendo, o aumento das emissões de carbono está dando origem a eventos catastróficos e, no entanto, a maioria das empresas ainda se fixa nas mesmas métricas financeiras que impulsionam comportamentos e cultura que não são adequados para o propósito.  

A partir dessas diferentes visões sobre sustentabilidade, a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) fez um levantamento recente com profissionais e empresas, e o estudo revelou 5 perfis de comportamento sobre as práticas ESG. 

Neste post, vamos conhecer mais sobre a pesquisa e as características de cada perfil. 

ESG: desconfiados, distantes, iniciantes, emergentes e engajados

Diante de um atual clima de negócios em rápida mudança, a atenção às questões ESG está se tornando fundamental para o sucesso competitivo de longo prazo.  

No entanto, a pesquisa da Anbima concluiu dentre gestoras, bancos, corretoras, distribuidoras, entre outros, que existem 5 perfis com modelos mentais diferentes. Eles foram denominados de: desconfiados, distantes, iniciantes, emergentes e engajados.  

Vamos conhecer os perfis:  

Desconfiados: ESG é ameaça aos negócios

Os chamados “desconfiados” acreditam que as questões ESG (ambientais, sociais e de governança, na sigla em inglês) são uma ameaça para o desenvolvimento de seus negócios.  

Distantes: ESG envolve somente questões ambientais

Para os tratados como “distantes” a sustentabilidade está ligada somente às questões ambientais. 

Iniciantes: ESG é foco apenas em meio ambiente

Os “iniciantes” acreditam que o foco é o meio ambiente, mas as práticas se restringem ao ambiente de trabalho, com algumas ações concretas de sustentabilidade como a reciclagem de copos plásticos. 

Emergentes: compreensão e relevância de aspectos ESG

Já os denominados “emergentes” estão mais desenvolvidos na pauta, entendendo que existe valor nas questões ESG e estão elaborando os processos abrangentes de ESG. 

Engajados: ESG é estratégico para os negócios  

Por último, mas os mais avançados nos processos ESG são os chamados “engajados”. Esse perfil utiliza a sustentabilidade de forma abrangente, desde a estratégia da empresa, os produtos e serviços e na transparência das relações da instituição com todos seus stakeholders. 

ESG em desenvolvimento e implementação

Dos cinco perfis que totalizaram 265 respostas, com exceção apenas dos “desconfiados”, a sustentabilidade é familiar. Para alguns, o ESG está em fase de reconhecimento e implementação e para o mais avançado já é uma realidade. Considerando os dados: 

  • Distantes abrangem 35,5%; 
  • Iniciados 32,1%; 
  • Emergentes 21,5%; 
  • Desconfiados 4,2%; 
  • E os Engajados 6,8%. 

Na análise geral das respostas, para 67% dos entrevistados o ESG está longe ainda de ser uma realidade, mas por outro lado, a pesquisa revelou que 87% das instituições reconhecem que nos últimos 12 meses, o processo tem encontrado relevância no mercado.  

E cerca de 90%, quase a unanimidade dos entrevistados tem a certeza de que no próximo ano o ESG vai ser ainda mais importante para os negócios.  

Portanto, no mundo, a atenção às questões ESG está se tornando fundamental para o sucesso competitivo de longo prazo. Os principais investidores institucionais reconhecem isso e estão deixando claro que esperam que as empresas adotem uma abordagem proativa em relação às políticas e mensagens ESG. 

As vantagens de abordar proativamente as questões ESG vão além de apaziguar os acionistas institucionais e criar uma boa história de relações públicas.Um programa ESG robusto pode abrir o acesso a grandes conjuntos de capital, construir uma marca corporativa mais forte e promover o crescimento sustentável de longo prazo, beneficiando empresas e investidores.   

Conheça a ferramenta que vai auxiliar você na construção da sustentabilidade corporativa. 

Categorias

SOLUÇÕES INTELIGENTES PARA RESULTADOS TRANSFORMADORES

Transformação digital para negócios que visam alta performance.

Recent Posts

Você conhece a Codex?

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba conteúdos exclusivos diretamente
na sua caixa de entrada.