O que são aquisições verdes?

Atualmente, as compras públicas produzem um impacto ambiental e social muito maior do que se imaginava há vinte anos. É possível relacionar desde mudanças climáticas até condições mais justas de trabalho às decisões de compra. 

Em posição privilegiada para criar economias de escala, devido ao crescente volume de recursos envolvidos nas aquisições governamentais, o setor público, como consumidor de grande porte, pode alavancar as margens de lucros dos produtores e fornecedores e reduzir seus riscos. 

Dessa forma, é necessário que esses gastos sejam bem planejados e investidos de forma estratégica, a fim de promover as políticas públicas pretendidas pela coletividade.

Aquisições verdes ou compras públicas sustentáveis (CPS) são aquelas que incorporam critérios de desenvolvimento sustentável nos processos licitatórios. Ou seja, que tem entre seus principais pilares as dimensões social, ambiental e econômica

Você já conhecia a prática de aquisições verdes? Quer entender mais sobre o processo? Então continue a leitura deste post que explicaremos para você.

Que norma regulamenta as aquisições verdes?

As compras são parte substancial do orçamento de uma organização. No setor público, representam cerca de 12% do PIB e 29% das despesas públicas nos países membros da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD).

Aquisições verdes ou compras sustentáveis são um bom negócio. Sua empresa pode alcançar maior competitividade, conquistar espaço no mercado e ainda melhorar a reputação – A primeira lei criada para regulamentar as compras sustentáveis é a ISO 20400.

Dirigido aos gestores e diretores responsáveis pelos setores de compras, a ISO 20400 oferece diretrizes para integrar a sustentabilidade nos processos de compras de uma organização.

Além de definir os princípios de compras sustentáveis, a norma inclui:

  • A prestação de contas;
  • A transparência; 
  • O respeito pelos direitos humanos; 
  • O comportamento ético;
  • Destaca considerações-chave como a gestão de riscos e a definição de prioridades;
  • Abrange várias fases do processo de adjudicação (ato judicial no qual se declara e se estabelece que a propriedade de uma coisa se transfere de seu dono original para o credor, que assume todos os direitos de domínio e posse de toda e qualquer alienação) definindo os passos necessários para integrar a responsabilidade social na função de compra.

Assim, a aquisição verde é a compra de produtos e serviços ecológicos, a seleção de fornecedores de produtos ou serviços e o estabelecimento de requisitos ambientais em um contrato.

O processo compara preço, tecnologia, qualidade, o impacto ambiental do produto e serviço ou contrato. As políticas de compras verdes são aplicáveis ​​a todas as organizações, independentemente do tamanho.

Os programas de compras verdes podem ser tão simples quanto comprar papel reciclado ou mais abrangente, como definir requisitos ambientais para fornecedores de serviços ou produtos.

Aquisições verdes têm custos menores durante sua vida útil

Produtos ou serviços “verdes” utilizam menos recursos, são projetados para durar mais e minimizar seu impacto no meio ambiente da criação ao descarte final. Além disso, têm menor efeito na saúde humana e podem ter padrões de segurança mais elevados. 

Embora alguns produtos ou serviços verdes possam ter uma despesa inicial maior, eles economizam dinheiro durante a sua vida útil.

Antes que um programa de aquisição verde possa ser implementado, as práticas e políticas de compra atuais devem ser revisadas e avaliadas. Um parecer do ciclo de vida dos impactos ambientais é necessário, e deve ser desenvolvido um conjunto de critérios ambientais contra os quais as decisões de compra e contrato são feitas. 

A resultante de tais ações é uma política de compras verdes revisada regularmente que é integrada a outros planos, programas e políticas organizacionais. Isso inclui prioridades e metas com data marcada, atribuição de responsabilidades, prestação de contas e um plano de comunicação e divulgação.

Políticas e programas de compras verdes podem reduzir despesas e desperdícios; aumentar a eficiência dos recursos, e influenciar a produção, os mercados, os preços, os serviços disponíveis e o comportamento organizacional. 

Eles também podem ajudar os países a cumprir os requisitos multilaterais, como o Protocolo de Kyoto e o Acordo de Paris. A Organização de Padrões Internacionais e outros órgãos estabeleceram diretrizes para programas de compras verdes.

Quais as dificuldades das aquisições verdes?

Os obstáculos à implementação de um programa de compras verdes incluem: 

  • Falta de produtos ecologicamente corretos e disponíveis; 
  • Alternativas ambientais caras ou nulas; 
  • Estudos imprecisos; 
  • Falta de apoio organizacional; 
  • Alegações ambientais imprecisas ou não comprovadas por fabricantes e fornecedores.

Os principais interessados em programas de licitações verdes são governos, tomadores de decisão, fornecedores, compradores e indústrias. Os fornecedores precisam ser avisados ​​e incluídos num programa de compras verdes. 

Isso auxilia relações de trabalho saudáveis ​​e evita implicações legais. As outras partes interessadas incluem todos os funcionários da organização, uma vez que frequentemente solicitam produtos ou serviços à comunidade e às instituições organizacionais.

Saiba como pensar em sustentabilidade pode mudar o rumo da sua empresa!

Categorias

SOLUÇÕES INTELIGENTES PARA RESULTADOS TRANSFORMADORES

Transformação digital para negócios que visam alta performance.

Recent Posts

Você conhece a Codex?

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba conteúdos exclusivos diretamente
na sua caixa de entrada.